domingo, 21 de dezembro de 2014

Via Urbana renova sua frota com Senior Midi climatizado

Por Fortalbus
As primeiras unidades de ônibus climatizados na Viação Urbana já chegaram sendo montado sobre o chassi Mercedes-Benz, sendo uma com chassis OF-1721 na carroceria Mega Plus e um Viale BRT articulado com chassi O-500 MA. Agora a empresa está incorporando o primeiro veículo do tipo micrão com ar condicionado, este é o primeiro nesta configuração de chassi e carroceria para o Sistema Integrado de Transporte.

Nesse novo lote a empresa passa a receber um Marcopolo Senior Midi com chassis OF-1519, no prefixo de 30428 que está a caminho de Fortaleza para iniciar suas operações em suas linhas e assim continuar sua constante renovação de frota.

A Via Urbana, fundada em 1996, é hoje uma das maiores operadoras do Sistema Integrado de Transporte de Fortaleza, operando com uma frota com mais de 245 veículos. Quando o grupo empresarial Jacob Barata chegou à capital cearense, iniciou a participação no transporte urbano local com a compra da Auto Viação Fortaleza, no começo da década de 1990. Mais tarde, em 1996, o grupo expandia suas atividades através da compra de parte das linhas da extinta Cialtra e Iracema, nascendo assim a Auto Viação Fortaleza Filial, código 30. Posteriormente em novembro de 1996, passou a se chamar Viação Urbana Ltda, com sede própria

Fortaleza terá 54,2 quilômetros de priorização do transporte coletivo

A Prefeitura de Fortaleza conclui o ano de 2014 entregando para a cidade um importante legado: a implantação das faixas exclusivas para o transporte coletivo. Até o início deste ano, existiam apenas 11,6 quilômetros de prioridade para o transporte coletivo. No próximo dia 22/12 (segunda-feira), o número passará a ser de 54,2 quilômetros com a implantação da primeira fase da Av. Perimetral, no trecho entre a BR 116 e a Av. Juscelino Kubitschek (CHESF).

A alteração de circulação viária na Av. Perimetral beneficiará cerca de 95 mil passageiros que utilizam as 18 linhas que passam diariamente pela via. A expectativa da Prefeitura, através de estudos realizados pelo Plano de Ações Imediatas para o Trânsito e Transporte (PAITT), é que haja um aumento de até 40% na velocidade dos coletivos. Além disso, a priorização dos ônibus proporciona outras vantagens, como o aumento da previsibilidade, redução no consumo de combustível e de emissão de gases poluentes.

Todos os trabalhos de sinalização horizontal e vertical nos 7,2 quilômetros de extensão do trecho já foram concluídos pela Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC). A padronização da distância entre as paradas de ônibus, bem como a substituição de abrigos de concreto por abrigos metálicos e a instalação da informação no ponto de parada, também já foram realizados pela Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR).

No dia 22 de dezembro, todos os motoristas de ônibus serão orientados a trafegar pela faixa exclusiva. O trabalho é realizado previamente nas empresas e reforçado pelos auxiliares de operação da Etufor, que realizam abordagem em pontos estratégicos da avenida. 

As placas de sinalização vertical instaladas ao longo da via indicarão os dias e horários de restrição de circulação, que são: dias úteis - 5h às 21h/ sábado - 5h às 16h / domingos e feriados - tráfego é livre.

Faixas preferenciais
Antes de 2014 – 11,6 quilômetros (João Pessoa/ Francisco Sá – contrafluxo / Bezerra de Menezes/ Pe. Ibiapina/ Pedro Pereira/ Pe. Mororó/Castro e Silva/ Imperador/ Tristão Gonçalves/ Duque de Caxias)

Faixas exclusivas
Após 2014 – 46,2 quilômetros (Bezerra Menezes/ Dom Luís/ Santos Dumont/ Carapinima/ Tristão Gonçalves/ Imperador/ Universidade/ Alberto Sá/ José Bastos/ Domingos Olímpio/ Antônio Sales/ Bernardo Manoel/ Perimetral - trecho 1). 

Av. Perimetral, entre BR 116 e Av. Juscelino Kubitschek (CHESF)
8,4 quilômetros
18 linhas de ônibus
142 ônibus
1.252 viagens programadas/dia
95 mil passageiros/dia
90 ônibus/hora

Os novos rumos do mercado de ônibus no Brasil

O maior evento do segmento de ônibus no Brasil, a FetransRio 2014, exibiu diversas novidades e tecnologias. O público que compareceu ao evento pôde conferir de perto as principais novidades que as marcas preparam para o mercado brasileiro, em uma amostra do que o futuro reserva para o segmento no país.  Com o tema “Mobilidade Inteligente” a feira deste ano demonstrou que é cada vez mais evidente a preocupação das fabricantes com temas como sustentabilidade, mobilidade e acessibilidade na hora de desenvolver seus projetos. A busca por esses quesitos é real. As marcas não querem mais vender produtos simplesmente e, sim, oferecer soluções completas aos que consideram como parceiros. 

Enquanto os empresários do setor de transportes rodoviários buscam por eficiência, rentabilidade, aumento da competitividade e menor tempo de parada, os clientes querem viajar confortavelmente em um veículo com baixo nível de ruído interno e, mimos tecnológicos. Há até mesmo quem procure por iniciativas sustentáveis das empresas em seus sites, na hora de escolher em qual empresa vai viajar. Acredite! Essas são algumas das tendências do setor. Os ônibus, mesmo os do segmento urbano, estão passando por uma verdadeira revolução, e já não se transporta mais as pessoas como antigamente. 

As fabricantes apresentaram diversos lançamentos e novas tecnologias para o mercado brasileiro. A Scania apresentou sua linha 2015 de chassis, o novo pacote de serviços voltado à frota dos clientes, e tecnologias, que agora vão ser itens de série. 

Destaques para o mercado
A chinesa Build Your Dreams, BYD, exibiu o coletivo elétrico K9, montado sobre chassi Spartan K2. O ônibus já passou por testes em circulação no Brasil e tem piso baixo e rampas de acesso. O modelo se move a partir de baterias de fosfato de ferro e a autonomia é de até 320 km. Recentemente, a marca anunciou a intenção de construir uma fábrica em São Paulo.

Comil Campione 3.25 – A Comil mostra a reestilização de seu Campione 3.25, que atua no segmento de fretamentos e linhas rodoviárias intermunicipais. O veículo conta com opção de sanitário, iluminação em leds no interior e no conjunto ótico, com luzes diurnas, e transporta até 52 passageiros. Pode ser montado sobre chassis VW 17.230 OD, Mercedes-Benz OF 1721 e OF 1724 e Volvo B270F.

Comil Campione DD – Indicado para trajetos longos, o Campione Double Decker reúne sofisticação e conforto na carroceria de dois pisos da Comil – exibido sobre o chassis Volvo B 420R. O modelo pode se tornar sala de reunião com sofás ou virar um ambiente de diversão com mesa de jogos e bar.

A Iveco Bus estreia no Brasil com o chassis 170S28, montado no evento com carroceria Marcopolo G7. Fabricado em Sete Lagoas, Minas Gerais, o modelo de 17 toneladas chega em duas configurações: urbano e fretamento. O chassi recebe o motor N67, da FPT Industrial, com seis cilindros em linha, 6.7 litros e sistema SCR, capaz de gerar 280 cv. A transmissão utilizada é ZF, manual, de seis marchas.

A Scania exibiu o K 400 8X2 Double Decker, utilizado pelos atletas da Confederação Brasileira de Judô. Para reforçar a ideia de conforto – é quase um hotel sobre rodas –, o modelo conta com uma exclusiva sala de reuniões equipada com TV de leds, Blu-ray player e frigobar. Freios ABS e proteção antitombamento, além da válvula de segurança de freio de estacionamento e freio auxiliar Scania Retarder, reforçam a segurança das viagens. Também contribuem para o conforto dos passageiros as suspensões dianteira e traseira pneumáticas.

A marca sueca levou sua “vedete verde”: o Hibribus, que alia motores diesel e elétrico e tem sistema start/stop. Os dois têm o mesmo torque de 81,5 kgfm. Para o público conferir as diferenças no funcionamento dos dois motores, um simulador foi instalado no estande da fabricante.

A marca alemã comemorou a liderança nas entregas para o programa “Caminho da Escola” de seus mais de 15 mil Volksbus 15.190 ODR. O modelo atende às normas do ORE2, sigla para Ônibus Rural Escolar Reforçado Médio, pensado para chegar aos lugares mais remotos. O veículo tem equipamentos de acessibilidade, porta larga, vidros temperados verdes, dispositivos passa-balsa, lixeiras, porta-mochila no teto e rede nas costas dos assentos para acomodação do material escolar e é feito exclusivamente com carroceria Marcopolo. O eixo traseiro com bloqueio do diferencial facilita a transposição de atoleiros e de trajetos de difícil acesso. Já a suspensão “jungle bus” proporciona uma altura mais elevada ao veículo, tornando-o ideal para operações fora de estrada. O motor é um MAN D08 4.6 litros de 4 cilindros e 186 cv. O torque é de 71,4 kgfm.     

sábado, 20 de dezembro de 2014

Pinturas que pegam: CAIO a Empresa Montenegro

Por Fortalbus
Fundada na cidade de São Paulo no ano de 1945, a Companhia Americana Industrial de Ônibus – CAIO, consolidou-se como uma das maiores fabricantes de carrocerias para o transporte coletivo, produzindo modelos de ônibus que fizeram parte do cenário urbano das cidades nas ultimas décadas.

Muito bem sucedida na produção de modelos para aplicação urbana, a CAIO inaugurou em 1962 uma fábrica em Pernambuco com intuito de fornecer ônibus para a região nordeste, fortalecendo sua presença neste segmento e responsável por grande parte das renovações, tornando-se líder de mercado por sua localização mais próxima das empresas.

Quando a CAIO encerrou a produção do modelo urbano Bela Vista em 1975, a carroçadora lançou o seu sucessor com a denominação Gabriela. A primeira versão deste modelo mantinha algumas características do Bela Vista, como o desenho da traseira e suas janelas inclinadas.

A versão montada sobre o chassi Mercedes-Benz OH-1313 trazia uma pintura bastante familiar para os que se lembram da época em que cada empresa da capital cearense possuía sua própria identidade visual. A referida pintura serviu de inspiração para a Empresa Montenegro, que atuou no transporte coletivo urbano de Fortaleza entre 1964 e 2012.

Na década de 1980, a Montenegro já usava as cores azul e amarelo aplicadas em três faixas posicionadas entre-eixos, porém, num formato diferente. Com a atualização no final dos anos 80 e começo dos 90, a frota passou a ter o visual idêntico ao da pintura de lançamento aplicada ao Gabriela 1976 da imagem acima.

Além das mesmas cores coincidindo com as da Empresa, também usou a mesma tipografia das letras, que já havia sido adotada anos antes dessa atualização. Não há registros que essa pintura já pertencesse a outra empresa na década de 1970, ficando então os créditos de sua criação para a própria fabricante.
CAIO Vitória no começo da década de 1990.

Fortaleza: Usuários criticam distância entre novas paradas de ônibus na Av.Perimetral

Uma novidade que faz parte do projeto das faixas exclusivas diz respeito às paradas de ônibus. Além de mudar os antigos abrigos de concreto para metálico, elas estão sendo instaladas em espaço de 500 em 500 metros, segundo normas técnicas, como é o caso da Avenida Perimetral. Com as alterações, em todas as paradas, o usuário poderá conferir as linhas e os horários dos ônibus que passam por ali, assim como seu itinerário. As mudanças, porém, são alvo de críticas de usuários.

O engenheiro Ezequiel Dantas, do Paitt, explica que essa distância entre uma parada e outra pode mudar em outras vias que estão recebendo as faixas exclusivas para ônibus. "Dependendo de nossos estudos técnicos, ela pode chegar a 300 metros", informou.

A mudança recebe críticas de alguns usuários, como a professora de informática, Awania Sousa Rodrigues relatou as dificuldades que está enfrentando com as mudanças na Av. Perimetral. Segundo conta, a distância das paradas de ônibus aumentou com a instalação dos novos abrigos. "Isso complicou muito a vida da gente que é pedestre e tem que se locomover. Antes a distância não passava de 200 metros, agora, é mais do dobro. Sem falar na insegurança", desabafa.

Outro que comenta a mudança é o auxiliar de contabilidade, Jair Pereira Júnior. Ele diz que quando vinha do terminal de Messejana na linha Siqueira/Perimetral, descia em um ponto próximo ao trabalho. Agora, a distância aumentou bastante. "Isso fica pior à noite, quando tenho que sair e ir andar até a parada mais próxima", afirma.

No primeiro trimestre de 2015, as avenidas Presidente Castello Branco (Leste-Oeste), um segundo trecho da Perimetral (entre a Juscelino Kubitschek e a Godofredo Maciel) e a Abolição receberão as faixas exclusivas para ônibus. Segundo Ezequiel Dantas, até o fim do primeiro semestre do próximo ano, outras duas vias, a Washington Soares e a Raul Barbosa, também terão as faixas.
Com informações: Diário do Nordeste

© 2010-2014. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados