sábado, 24 de junho de 2017

A primeira geração de rodoviário Busscar na Expresso Serrano

Durante a década de 1990, a Expresso Serrano foi uma das poucas empresas do segmento rodoviário no Ceará que optou por renovar sua frota dando prioridade para um único fabricante de carrocerias. A Busscar Ônibus S/A foi a escolha, carroçadora que conquistou grande aceitação em todo o país com sua linha de produtos de qualidade, fruto da evolução de uma marca com décadas de experiência na fabricação de ônibus. No ano de 1993, a empresa completava 23 anos em boa forma, tendo em sua frota os saudosos modelos da primeira geração de rodoviário Busscar.
Jornal O Povo - Restauração por Fortalbus

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Sindiônibus vai realizar fase de testes com embarque pela porta da frente

Por Fortalbus
A informação equivocada da possível mudança do embarque nos ônibus para a porta dianteira vem causando um grande reboliço, principalmente para quem acompanha e trabalha no setor de transporte coletivo. Entretanto, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) negou a decisão sobre mudança no transporte de passageiros. 

O Sindiônibus esclareceu que vai realizar alguns testes sob recomendações dos fabricantes de chassis e encarroçadoras de ônibus em relação à distribuição de peso dentro do veículo. Para as empresas de ônibus que operam linhas urbanas, a permanência do embarque traseiro sempre foi alvo de reclamações, por conta da falta de equilíbrio no veículo. 

A entrada pela porta dianteira deixa grande parte do peso mais balanceado, já que o eixo traseiro do ônibus, dispõe de quatro pneus, suportando melhor o volume de passageiros. O acúmulo de passageiros sobre o eixo dianteiro onde conta com dois pneus, é responsável por um desgaste mais rápido do veículo.

A possível informação da transferência das catracas para as proximidades da porta dianteira, gerou vários comentários negativos, desde a mudança de hábito dos usuários no embarque, até a desconfiança entre os cobradores que trabalham no setor, que não teriam seus postos de trabalhos garantidos, tendo em vista que em Fortaleza, os ônibus que atuam com embarque dianteiro não há a função do cobrador.

A verdade nisso tudo é que o Sindiônibus estuda implementar embarque pela porta da frente em algumas poucas linhas de ônibus em Fortaleza, através de um projeto piloto. Os testes ainda não têm data para começar, mas terão como objetivo avaliar os resultados da mudança para os passageiros. 

O Sindiônibus informou que vai divulgar em breve quais serão as linhas que receberão o projeto piloto, mas já adiantou, que serão poucos coletivos que participarão dos testes.

Vale a pena lembrar que nas capitais brasileiras, o embarque do passageiro através da porta traseira só acontecem em Fortaleza e Macapá, o restante das capitais já adotam o embarque dianteiro e na maioria delas com a função do cobrador mantida.

Marcopolo vende os primeiros ônibus por intermédio do Refrota

A Marcopolo é o primeiro fabricante brasileiro a fornecer novos ônibus por intermédio do Refrota 17, do Governo Federal, que faz parte do Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana – Pró-Transporte, e prevê o financiamento de cerca de 8 mil ônibus urbanos, com recursos do FGTS, para renovação e elevação do transporte coletivo nacional. Os 100 primeiros veículos foram adquiridos pela operadora Transportadora Turística Suzano Ltda. (Suzantur), com investimentos da ordem de R$ 30,3 milhões, e serão utilizados na cidade de Mauá, no ABC Paulista.

“Este negócio é resultado de um trabalho intenso, feito em parceria e que contou com o empenho de todas as partes envolvidas para melhoria da mobilidade urbana do País e elevação ainda maior do padrão de qualidade dos serviços prestados no transporte público. Sua concretização vai permitir que outros operadores também retomem os programas de renovação de suas frotas”, destaca Paulo Corso, diretor de operações comerciais e marketing da Marcopolo.

De acordo com Claudinei Brogliato, proprietário da Suzantur, a aquisição vai baixar a idade da frota e os custos, já que os ônibus novos, além de proporcionarem mais qualidade e conforto, requerem menos manutenção. “Esse contrato é muito importante porque vai permitir renovar aproximadamente 100 ônibus, o que corresponde a mais de 30% da nossa frota de 300 veículos, com idade média de 2 a 3 anos. ”

Para Mário Augusto Pereira de Oliveira Junior, executivo responsável pela Superintendência de Grandes Empresas (SGE) da Caixa Econômica Federal, com os investimentos da instituição nessa primeira operação, a instituição bancária inaugura uma nova fase de reaquecimento do setor de transportes no Brasil.

O objetivo do Refrota é renovar cerca de 10% da frota nacional, estimada em 107 mil unidades, incentivando a melhoria do transporte público e da mobilidade urbana. A linha de crédito de R$ 3 bilhões para a renovação da frota de ônibus é direcionada especialmente às empresas detentoras de contrato de concessão ou de permissão, bem como integrantes do consórcio que operam o sistema de transporte público.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

O sistema de micro-ônibus Papa-léguas da Clotran

Por Fortalbus
Em 2002, visando dar uma viabilidade maior em algumas de suas linhas, a Clotran iniciou as operações com micro-ônibus, destacado pela empresa como papa-léguas. Inicialmente as operações desses três veículos eram para atender as demandas fora dos horários de pico em linhas menos movimentadas, com capacidade para transportar 26 passageiros sentados.

A utilização desses veículos traziam vantagens na época tanto para o usuário como para a empresa. Para o usuário, a principal vantagem era a agilidade no deslocamento. Para a empresa a economia ficava por conta da diminuição de custos operacionais, como redução com gastos de combustível e empregados, já que no micro-ônibus, o motorista também faz a função do cobrador.

Utilizada primeiramente na linha Cidade Nova/Ceasa via Montese, os veículos do modelo Marcopolo Senior garantia ao usuário, um ganho de tempo no trajeto. Por ser menor, o micro-ônibus acabava sendo mais rápido, além de facilitar o acesso em ruas mais estreitas ou com espessura asfáltica menor. Com o sucesso da operação os veículos também passaram atender a linha Corujão/Novo Maracanau via Acaracuzinho.

Conheça os Double Deckers 100% Leito da Auto Viação Progresso S/A

Por Fortalbus
Com o foco no conforto de suas viagens intermunicipais e interestaduais, a Auto Viação Progresso disponibiliza ônibus com alto padrão de segurança e conforto rodando pelas estradas, com serviços de primeira linha, que muitos aviões sequer oferecem, no quesito conforto. A excelência de suas operações vem através dos requisitos, tais como as normas de segurança, a qualidade no atendimento, as políticas de manutenção e o emprego das mais novas tecnologias.

A Progresso dispõe em sua frota, 14 veículos do modelo Marcopolo Paradiso G7 1800 DD (100% Leito), equipados com ar condicionado, gabinete sanitário, cinto de segurança em todas as poltronas, porta-copo, janelas com vidros colados e capacidade para através de suas 42 poltronas acolchoadas, sendo 11 na parte inferior e 31 na superior, poltronas individuais ou conjuntas. 

No quesito tecnologia, os ônibus Marcopolo Double Decker 100% Leito tem o menor peso da categoria e barras de proteção na estrutura frontal que tornam a cabine muito mais segura. Linhas limpas e pará-brisas dianteiros inteiriços e arredondados proporcionam melhor aerodinâmica.

Esses 14 veículos de prefixos 6014, 6024, 6034, 6044, 6013, 6023, 6012, 6022, 6221, 6231, 6241, 6251, 6261 e 6271 possuem os chassis Scania K420 e K440IB, todos com quatro eixos e o mais avançado sistema de frenagem e troca de marchas, proporcionando uma viagem com maior comodidade e conforto aos passageiros. Ainda em atuação na frota da Progresso S/A, está dois veículos com chassi Scania K420, encarroçados no modelo Busscar Panorâmico ano 2007, mas ambos os veículos de prefixos 6117 e 6127 já está na fase de desativação.

Ao todo entre Marcopolo e Busscar, os 16 ônibus Double Decker Leito da Progresso, corresponde a 10% de sua frota e eles são usados frequentemente como coringa para demostrar a força da empresa em frente aos concorrentes, chegando a operar com tarifas convencionais e executivos. Outro destaque das viagens operadas pelos Leito Double Deckers, é a eliminação de paradas desnecessárias, o que vem tornando as viagens mais rápidas e confortáveis. 

Fora essa estratégia de mercado, a Progresso não tem deixado de atender suas tradicionais linhas com esses Double Deckers como; Recife x Paulo Afonso, Recife x Petrolina, Recife x Araripina, Recife x Serra Talhada, Recife x Salgueiro, além das linhas interestaduais e no intermunicipal do Maranhão, onde a empresa tem ganhado terreno recentemente.

Para sua renovação da frota, a Auto Viação Progresso S/A está aguardando a chegada de 10 unidades Marcopolo Paradiso 1800 Double Decker de 15 metros, comprovando o alto investimento da empresa na busca da modernidade, inovação, dinamismo e sem perder a essência e os valores de tradição da marca, que são os conceitos presentes em seus 85 anos de operações. 

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Em meio à crise, a Guanabara segue crescendo e conquistando novos mercados

Por Fortalbus
Nos últimos anos, o transporte rodoviário interestadual tem perdido passageiros, representando uma queda de 10% na movimentação de viajantes no primeiro quadrimestre de 2017. Esse índice é medido através do passageiro por quilômetro transportado, demostrando que a ocupação das empresas de ônibus está menor. Entre as causas que explicam a queda estão o crescimento do transporte clandestino e o uso do avião, principalmente nos trechos mais longos.

Na contra mão da crise que atinge o setor rodoviário, a Guanabara vem encontrando caminhos para crescer e está prestes à iniciar a consolidação no mercado nacional. Daqui há 10 dias a Guanabara vai iniciar as operações nas linhas da Empresa Nossa Senhora da Penha, que interligam a região Nordeste ao sul e sudeste brasileiro.

Uma mega estrutura vem sendo planejada para atender com maior conforto e comodidade os novos clientes. A Guanabara já está dispondo de diversos pontos de apoio em sua nova malha operacional, que terá direito à veículos reservas no trecho, para que o ônibus que venha a apresentar qualquer tipo de pane ou outro problema seja substituído no menor intervalo de tempo possível, como já ocorre na região Nordeste.

Em 25 anos de estrada, a Guanabara sempre foi movida pelo desafio de satisfazer plenamente seus clientes e prestar um serviço de excelência, adotando um modelo de gestão empresarial de vanguarda, procurando fazer da inovação uma constante. 

Em recente pesquisa realizada junto aos passageiros da Guanabara, a empresa alcançou o índice de 93,96% de satisfação. Esse resultado é fruto da relação de afeto e respeito que a empresa sempre manteve com seus clientes.

A partir do dia 1 de julho, a Guanabara vai iniciar as operações nas seguintes linhas; 

Fortaleza x Pelotas
Fortaleza x Salvador
Fortaleza x Santos via São Paulo
Sobral x Rio de Janeiro via Fortaleza
Sobral x São Paulo via Fortaleza
Recife x Salvador via Feira de Santana
Recife x Brasília 
Campina Grande x São Paulo

Vendas de ônibus da linha Comil Invictus chegam a 500 unidades

Por Fortalbus
Cerca de 55% da produção do Campione Invictus foram destinados aos mercados externos. Mais da metade dos ônibus exportados seguiram para a Argentina. A companhia também forneceu a clientes em outros nove países latino-americanos. Foi atendido um comprador no Oriente Médio. Entre os principais clientes brasileiros da Comil estão a Expresso Brasileiro, Auto Viação Progresso, Útil, Viação Novo Horizonte e a Fretcar.

Segundo a encarroçadora, até o final do mês de junho a produção da linha Invictus está chegando à marca das 500 unidades. A linha de rodoviários da Comil é formada pelos modelos Campione Invictus 1050, Campione Invictus 1200, Campione Invictus HD (com salão de passageiros em nível superior à posição do motorista e maior bagageiro) e Campione Invictus DD (de dois andares).

Com a apresentação do Campione Invictus DD, a linha Invictus já poderia ser considerada completa; porém, recentemente, a Comil apresentou o Campione Invictus DO de 15 metros. Até algum tempo atrás, como se sabe, o comprimento máximo dos ônibus autorizados a rodar nas estradas brasileiras era de 14 metros. 

O DD de 15 metros da Comil foi mostrado em abril último, trazendo como principais características a capacidade para transportar 60 passageiros, configuração que pode variar conforme a escolha do cliente. A capacidade ampliada é justamente uma das vantagens do novo modelo, considerando a lei das gratuidades. Outra vantagem é a possibilidade de os eixos do modelo comportarem uma tonelada a mais.

Na linha de ônibus rodoviários da Comil o modelo Invictus 1050 e indicado para trajetos de média distância ou fretamento. Quanto ao modelo 1200, é próprio para médias e longas distâncias ou para traslados de maior categoria. O modelo HD - High Decker- destina-se às operações em rotas de longa distância nas quais é recomendável dispor de maior capacidade dos bagageiros. Finalmente, o ônibus de dois andares, ou DD - Double Decker atende a rotas de longa distância com oferecimento de serviços de duas categorias (por exemplo. leito e executivo) no mesmo ônibus, e ao turismo de luxo.
© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados