sábado, 25 de outubro de 2014

Expresso Serra Grande e sua ligação entre Fortaleza à Serra de Ibiapaba

Por Fortalbus
Durante quase uma década, a Expresso Serra Grande atuou em linhas intermunicipais do Ceará, tendo como principal área de atuação a região norte do estado e as cidades próximos à Serra de Ibiapaba. Fazendo jus ao nome, suas linhas atendiam as cidades como São Benedito, Sobral, Pacujá, Mucambo e Graça, além da capital Fortaleza.


A Empresa surgiu quando o empresário Francisco Pinto Neto, também proprietário da Uruburetama Transportes, adquiriu as linhas da Empresa Mucambo, empresa fundada no final da década de 1960 e que encerrou suas atividades após a transação. Com sua garagem sede em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, a Expresso Serra Grande operou entre 1994 e 2005 nas linhas Fortaleza x Graça, Pacujá x São Benedito, Sobral x Graça e Sobral x Pacujá.

A identidade visual da frota lembrava as curvas de uma serra através de duas faixas em tonalidades de cinza juntamente com a figura de um sol, além da inscrição das letras que se entrelaçavam. Havia também outra pintura, criada já próxima ao fim de suas atividades, onde a cor verde turquesa era aplicada nos para choques, letras e na faixa lateral.

A Expresso Serra Grande teve em sua frota um dos únicos modelos Ciferal Cursor dentre as empresas do Ceará. Produzido entre 1994 e 1995, trazia detalhes inéditos para a época, como o chapeamento liso, retrovisores alongados, abertura da caixa de rodas e janelas com aspecto de vidro colado. 

Apesar do projeto arrojado e a frente do seu tempo, não obteve grande expressão de vendas, pois a Ciferal não era a mesma de anos atrás, sendo mais tarde adquirida pelo Grupo Marcopolo. Na Serra Grande, a única unidade foi reencarroçada de um chassi Volvo B58 em 1995, trazendo o número 100 como prefixo.

Havia também outro modelo Ciferal rodoviário na frota, o Podium de prefixo 120, também com chassi Volvo B58. Além dos raros modelos rodoviários da Ciferal, sua frota também continha modelos como Nielson Diplomata sobre chassis Volvo e Scania, Monobloco O-364, Viaggio G4, entre outros.

Em 2005, a Expresso Serra Grande encerra suas atividades no transporte intermunicipal, quando suas linhas são transferidas para a Uruburetama Transportes, que por sua vez, permaneceu no transporte coletivo intermunicipal no Ceará até 2010.

Cariri recebe exposição sobre o transporte de passageiros

Mostrar a importância do transporte coletivo de passageiros no desenvolvimento da região do Cariri, É com este propósito que a partir do próximo dia 06 de  novembro,  a Federação dos Transportes - Cepimar, em parceria com o Sest Senat Crato, inaugurarão  a exposição, de longa duração, “Cariri Transporte e Cultura”. A exposição tem entrada gratuita e ficará aberta a visitação de segunda a sexta, das 8h às 22h.

Na mesma ocasião será feita a abertura oficial do novo espaço destinado à divulgação da arte, cultura e educação da região:  o “ Espaço Cultural  Cariri em Movimento”, na sede do  Sest Senat Crato, local onde está instalada a exposição.
Foto: Waldemar Pereira de Freitas
A mostra é  resultado do trabalho de pesquisa do Centro Cultural do Transporte - Cepimar, que trará para os visitantes diversas fotos, maquetes, fotos, pinturas, cordéis e textos sobre os meios de transporte de passageiros que atuaram e atuam na região. A exposição conta ainda com um espaço interativo que utiliza a tecnologia touch screen (tela sensível ao toque), onde o visitante poderá fazer uma viagem pelos percursos realizados pelas empresas de ônibus genuinamente caririenses, com sede no Cariri, que ligaram não só os municípios da região, como de todo Ceará e até mesmo de outros Estados.

Além dos elementos relacionados ao transporte, a exposição destaca manifestações culturais, artesanato e elementos naturais da região do Cariri.

Serviço
Abertura Oficial da Exposição “Cariri – Transporte e Cultura”
Data: 06 de novembro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 19:00 horas
Local: Sest Senat Crato 
Avenida Padre Cícero – nº 4.400, São José, Crato-CE
Visitação à exposição: de segunda a sexta, das 8 horas às 22 horas

Salvador terá 630 ônibus novos a partir de janeiro de 2015

A partir de janeiro de 2015, os usuários do transporte público de Salvador já devem contar com 630 novos ônibus na cidade. Além disso, até lá, todos os 2,4 mil coletivos da frota deverão ter um sistema de monitoramento, acessibilidade para deficientes físicos e integração com o metrô. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto, após a assinatura do contrato de concessão do sistema com os consórcios vencedores da licitação. 

“Nós vamos ter uma das frotas mais modernas do país, controlada por GPS, que vai dar maior segurança e permitir que o cidadão saiba que horas o seu ônibus vai chegar através de totens de informação”, garantiu o prefeito. Os totens devem ser instalados nos pontos de ônibus até o final de 2015. “Estamos dando o primeiro passo para que Salvador tenha um transporte público de qualidade”, garantiu. 

Também em janeiro deve acontecer o reajuste da tarifa, que custa R$ 2,80 desde 2012. 
Novo Visual
Os novos ônibus já devem ser adequados a um novo leiaute e até o final do ano que vem, toda a frota já poderá ser identificada por novas cores. Cada uma das três bacias terá uma cor específica: o consórcio Plataforma, da bacia do Subúrbio, terá veículos amarelos; o consórcio Ótima (Jaguaribe), que irá circular na área chamada Miolo, será verde; já o consórcio Salvador Norte, que terá linhas na orla e Centro, será azul. 

“Hoje, temos várias empresas de ônibus. Agora, teremos esses três consórcios respondendo pela cidade”, anotou Neto. Atualmente, 16 empresas compõem o sistema de ônibus da capital. 

Os consórcios incluem companhias que fazem parte do sistema atual: o Plataforma conta com Axé, Boa Viagem, Joevanza e Praia Grande; o Ótima tem as empresas Modelo, São Cristóvão, RD, Expresso Vitória, União, Vitral, Transol e Triunfo, e o consórcio Salvador Norte tem BTU, Rio Vermelho, Verdemar e ODM Transportes (Ondina) e Central. 
Com informações: Correio da Bahia

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Viação Urbana embarca na tecnologia do Viale BRT

Por Fortalbus
Há 18 anos oferecendo um serviço de excelência aos seus usuários, a Viação Urbana estará recebendo seu primeiro veículo articulado BRT de prefixo 30418. Do modelo Viale BRT, com chassi Mercedes-Benz O-500 MA piso alto, o veículo é a mais moderna e rentável solução para atender à demanda de passageiros nos grandes centros urbanos. Incorporando todas as vantagens da tecnologia Mercedes-Benz, este chassi vem equipado com motor eletrônico OM-457 LA (Proconve P-7), posicionado na traseira do veículo, o que traz maior facilidade na manutenção diária, melhor dirigibilidade com mais segurança e menor risco durante a época de chuvas. 
Foto: Alexander Guimarães 
Outro grande destaque é que o veículo traz a nova logomarca da Viação Urbana. A atualização acontece após a mudança na pintura padrão do Sistema Integrado de Transporte (SIT). O ônibus integrará as operações do Expresso Fortaleza. O momento é propício para modernizar a logomarca, face às mudanças implantadas no transporte fortalezense, apesar da atual deixar saudades, por conta de seu design moderno.
Foto: Alexander Guimarães
O ônibus articulado tem como característica principal o aumento da capacidade de passageiros,. Além disso, itens de conforto como ar-condicionado, suspensão pneumática, câmbio automático, portas elétricas, câmeras de ré e de segurança espalhadas no veículo. O ônibus também conta com portas elevadas, que serão utilizadas nas estações do corredor Antônio Bezerra/Centro e portas na altura padrão, para as paradas no restante da cidade.

Fortaleza: Sindiônibus sinaliza aumento de passagem

A data-base para avaliação do reajuste das passagens de ônibus de Fortaleza é previsto para novembro.  Segundo o presidente Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, os insumos do setor, em dois anos, subiram várias vezes, obrigando uma reavaliação do preço cobrado nos coletivos. Atualmente, a tarifa custa R$ 2,20 (inteira) e R$ 1,10 (meia). O representante do sindicato sinaliza que no próximo mês o preço pode ser majorado.  O empresário não confirma o aumento, mas aponta que os custos não permitem mais a manutenção do valor.

Na avaliação de Barreira, o ideal para as empresas de ônibus e os usuários seria a manutenção do preço. No entanto, é necessário um equilíbrio entre os custos e a arrecadação do transporte público da Capital.  Para esse alinhamento, explica o empresário, é necessário que exista a compensação de algum modo por parte da Prefeitura de Fortaleza. “O momento para discutir essa questão com o prefeito Roberto Cláudio é no próximo mês e só quando isso acontecer é que se pode ter uma ideia se precisa ou não haver aumento do preço da passagem de ônibus”, pondera.

Alerta
Barreira assegura que tem que haver um equilíbrio nos custos, porque dentro de dois anos houve vários aumentos nos insumos e também na mão de obra. “Os custos da nossa área realmente galoparam e, por isso, vai ter que ser feita alguma coisa para que o preço da passagem não tenha que subir. O prefeito ainda não sinalizou como é que vai resolver essa equação”, observa.

Dimas Barreira viajou a Brasília para participar de reunião da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos para análise da conjuntura. Ele lembra que os ônibus articulados, primeira leva de oito, já estão chegando para ligar o corredor Antônio Bezerra ao centro da cidade.

Novos Corredores
O empresário afirma que na medida em que novos corredores sejam preparados apenas para o transporte coletivo, mais ônibus articulados virão operar em Fortaleza. Cada unidade desse tipo, conforme Barreira, custa cerca de R$ 800 mil, duas vezes e meia o preço de um ônibus comum, mas com a vantagem de ter muito mais conforto e transportar cerca de 150 passageiros.
Com informações: O Estado
© 2010-2014. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados